Qual é o maior time de basquete na NBA?

A NBA é a maior liga de basquete do mundo, desenhada para ser extremamente competitiva entre os 30 times que a compõem. Contudo, é natural que alguns times (ou franquias e organizações, como os americanos chamam) se destaquem frente a outras. Por isso, sempre existe a pergunta: qual é o maior time de basquete da NBA?

Para responder a essa pergunta, precisamos analisar o histórico e o presente de quatro dos postulantes ao trono: Los Angeles Lakers, Boston Celtics, Chicago Bulls e Golden State Warriors. São dois times da conferência oeste (ambos da Califórnia!) e dois da conferência leste, o que mostra o profundo equilíbrio entre as duas conferências! Os quatro times juntos possuem 45 campeonatos da NBA!

Os maiores jogadores da história jogaram nestes quatro times: Michael Jordan (o maior da história), LeBron James, Kareem Abdul-Jabbar, Kobe Bryant, Magic Johnson, Larry Bird, Scottie Pippen, Kevin McHale, Robert Parish, Wilt Chamberlain, Bill Russell, Stephen Curry, Kevin Durant… a lista de craques que jogaram nestes times é gigantesca!

Los Angeles Lakers

Los Angeles Lakers
Los Angeles Lakers

Fundado em 1947, os Lakers passaram seus 13 primeiros anos na liga na cidade de Minneapolis – conhecida por ter vários lagos, por isso o nome “Lakers”. Naquela cidade, ganharam os seus cinco primeiros títulos (apenas os times aqui citados possuem mais de 3!) em 1949, 1950, 1952, 1953 e 1954. Nesta época, a liga conheceu sua primeira superestrela, jogando pelos Minneapolis Lakers, George Mikan.

Depois, acabou mudando-se para Los Angeles em 1960 e já nesta primeira década disputou 6 finais – mas acabou perdendo todas para os Boston Celtics, iniciando uma épica rivalidade entre os dois times. A estrela do time, Jerry West, era tão influente que sua silhueta virou o símbolo da NBA (até hoje). Essas derrotas custaram, já que o time atualmente é o segundo maior campeão, com 16 títulos, mas o maior vice, com 15 derrotas em finais.

Em 1970, chegou na final também, mas acabou perdendo para o New York Knicks. Em 1972, liderado pelo lendário Wilt Chamberlain (um dos maiores da história), os Lakers ganharam seu primeiro título em Los Angeles e iniciaram um processo de reconstrução que se tornaria um dos maiores times da história da NBA: o Showtime da década de 1980, que inicia com a contratação de Kareem Abdul-Jabbar em 1975.

Já em 1979, os Lakers escolhem no draft um jogador que seria fundamental para sua história: Magic Johnson. E ainda calouro, Johnson lidera os Lakers para ganhar um título em 1980. Era o início de uma dinastia que ainda ganhou os títulos de 1982, 1985, 1987 (estes dois vencendo os Celtics de Larry Bird), 1988 – e perdendo as finais de 1983, 1984 (para os Celtics), 1989 e 1991 (para o Chicago Bulls de Michael Jordan). Nesta época, os Lakers jogavam um basquete rápido, ofensivo, feito para o espetáculo e junto com o Celtics de Larry Bird, conseguiu tirar a NBA de uma longa crise.

Depois da derrota para os Bulls em 1991, os Lakers passaram o início da década de 1990 novamente se construindo – e Jerry West, ex-estrela em quadra, se tornou presidente do time e fez grandes mudanças lá dentro. Reconstruiu o time completamente em 1996, trazendo a estrela Shaquille O’Neal do Orland Magic e draftando o adolescente de 17 anos Kobe Bryant (na verdade, trocando ele com o Charlotte Hornets logo após o draft). Ainda no auge do Chicago Bulls de Jordan, Pippen e do técnico Phil Jackson, ainda demorou alguns anos para que o Lakers voltasse a ganhar o título.

Isso ocorreu em 2000, com o técnico Phil Jackson liderando Shaq e Kobe – e se repetiu em 2001 e 2002. O time ainda foi para mais uma final, em 2004 (em um time que também tinha Gary Payton e Karl Malone), mas acabou perdendo. Brigas entre Shaq e Kobe fizeram com que os Lakers tivessem que escolher entre um dos dois e eles acabaram escolhendo o mais jovem dos dois. Kobe ainda levou os Lakers para mais três finais: 2008 (perdeu do Boston Celtics), 2009 e 2010, ganhando as últimas duas (sendo a última derrotando os Celtics novamente).

A quantidade de vezes que o time se reconstruiu e atraiu grandes estrelas para poder ser competitivo é impressionante e os credencia ao posto de maior time da história – é o time com a maior quantidade de estrelas, espalhadas em várias eras e com vários times vencedores. Sendo de Los Angeles, os Lakers sempre conseguem atrair os melhores jogadores para a franquia. Agora, aposta na figura de LeBron James para se reconstruir e se tornar competitivo nos próximos anos. Será que vai dar certo?

Boston Celtics

Boston Celtics
Boston Celtics

Outra equipe que se credencia a ser o maior time de basquete da NBA é o Boston Celtics, tradicional clube fundado em 1946 e um dos únicos dois times fundadores da NBA que não mudou de cidade (o outro sendo o New York Knicks). Com 17 títulos e 4 derrotas em finais, os Celtics possuem uma história extremamente vencedora e uma rivalidade gigantesca com os Lakers e alguns times de sua conferência, com os Knicks e o Philadelphia 76ers.

Desses 17 títulos, 11 deles vieram na dinastia dos anos 50/60 – liderada por Bill Russell, um dos maiores jogadores da história. Neste período, eles ganharam em 1957, 1959, 1960, 1961, 1962, 1963, 1964, 1965, 1966, 1968 e 1969 – além de perder as finais de 1958 para o St. Louis Hawks (atual Atlanta Hawks). Russell foi eleito o melhor da liga 5 vezes neste período, em 1958, 1961, 1962, 1963 e 1965. Nenhum time chegou perto de ser tão dominante quanto os Celtics desta época, embora a quantidade menor de times (eram apenas 8 em 1960) acabe desmerecendo um pouco isso.

Na década de 70, mais dois títulos, em 74 e 76. Contudo, a história da franquia novamente iria mudar ao draftar o jovem Larry Bird, que junto com Kevin McHale e Robert Parish fizeram história ao ganhar a liga mais três vezes na década de 80 – em 1981, 1984 e 1986 – e alimentando ainda mais a rivalidade com os Los Angeles Lakers. Era um time fenomenal e Larry Bird revolucionou o jogo com a forma que ele arremessava a bola (se tornou o maior ídolo de Oscar Schmidt, por exemplo). Esses, porém, foram os primeiros títulos do time na “era moderna” da NBA, com jogadas de 3 pontos.

Os Celtics ainda iriam ganhar mais um título, em 2008, com um time que incluía grandes nomes como Ray Allen, Kevin Garnett, Tony Allen, Paul Pierce e Rajon Rondo – jogadores que mais tarde seriam trocados para o Brooklyn Nets em uma das trocas mais interessantes da história. Ainda mais “gostoso” foi o fato de que eles ganharam esse campeonato contra os arquirivais Los Angeles Lakers. Contudo, eles também perderam uma final com o Los Angeles em 2010, sua última vez nas finais da NBA.

O futuro também parece bom, já que o time atual é bastante jovem e liderado por Kyrie Irving, uma das estrelas em ascendência na NBA no momento. O time é muito bem administrado e capaz de montar esquadrões competitivos sempre que quer. Contudo, há alguns times no leste que vem chamando mais atenção, como Philadelphia 76ers, Toronto Raptors e Milwaukee Bucks.

Sendo o maior campeão da história, o Boston Celtics também se credencia como o maior time de basquete da NBA, embora enfraquecida pelo fato de que a maioria de suas vitórias é na “era clássica” da NBA, que tinha menos times e regras diferentes. Para sustentar o argumento, lembramos que sua arena, o TD Garden, é considerada uma das mais icônicas da NBA e sua torcida é considerada uma das mais fanáticas de toda a liga!

Chicago Bulls

Michael Jordan - Chicago Bulls
Chicago Bulls

Se Los Angeles Lakers e Boston Celtics tem campeonatos que se estendem por décadas e décadas, o Chicago Bulls só ganhou títulos na década de 90 – e sua história se confunde com sua maior estrela, Michael Jordan, o maior jogador de toda a história. O time nunca ganhou a conferência antes e nunca ganhou depois, embora tenha tido alguns bons anos quando Derrick Rose estava no auge. São 6 títulos, todos eles com Michael Jordan, e nenhuma derrota em final da NBA – o único time multicampeão que nunca perdeu uma final.

A franquia era relativamente fraca até o ano de 1984, quando teve a sorte de conseguir escolher Jordan no draft, com a terceira escolha – o Houston Rockets escolheu Hakeem Olajuwon e o Portland Trailblazers escolheu Sam Bowie. Jordan mudou o time já em sua primeira temporada e foi escolhido para o All-Stars mesmo sendo um calouro, algo que não acontece desde então. Disputou playoffs em todos seus anos nos Bulls.

Já no segundo ano por lá, sabia-se que ele era especial – depois de perder quase toda a temporada, ele fez o time se classificar para os playoffs, onde o time perdeu para o Boston Celtics, embora ele mesmo tenha feito 63 pontos em um único jogo. Depois desse jogo, Larry Bird chegou a chamar Michael Jordan de “Deus vestido de Michael Jordan”, mostrando todo o respeito por aquele jogador que estava impressionando a todos.

Os próximos anos sempre esbarrando na trave, com os outros times trabalhando para anular Michael Jordan – o Detroit Pistons chegou a ter um estilo de defesa dobrada nele, chamada de “Jordan Rules”. Com a chegada de Scottie Pippen e do técnico Phil Jackson, o time se acertou e virou uma das maiores dinastias da história, ganhando os campeonatos de 1991, 1992, 1993, 1996, 1997, 1998. Só não ganhou 1994 e 1995 pois Michael Jordan tinha se aposentado (e voltou). Curiosamente, os dois campeonatos foram vencidos pelo Houston Rockets de Hakeem Olajuwon e muitos torcedores do Bulls juram que eles teriam vencido esses campeonatos se Jordan não tivesse se aposentado.

O Chicago Bulls de 1995-1996 chegou a ganhar 72 dos 82 jogos da temporada regular, um recorde que durou anos – tendo sido o 1º time a ganhar mais de 70 jogos em um ano. Aquele time, que tinha Jordan, Pìppen e Dennis Rodman é considerado um dos melhores da história até hoje – e muita gente acha que aquela foi a melhor equipe de todos os tempos. Por causa de Jordan, o Bulls se tornou o time mais popular da NBA dentro e fora dos Estados Unidos e chama muita atenção de todo mundo, sustentando seu argumento para ser o melhor time de basquete da NBA.

Golden State Warriors

Golden State Warriors
Golden State Warriors

Nosso último postulante ao posto de melhor time de basquete da NBA é o Golden State Warriors, campeão por seis vezes, que nem o Chicago Bulls. Fundado em 1946, o time jogou na Filadélfia até 1962, quando se mudou para San Francisco e virou o San Francisco Warriors até 1971. Depois, mudou para a cidade vizinha Oakland e adotou o nome de Golden State Warriors, nome que mantém até agora! Contudo, o time deve mudar novamente para San Francisco nos próximos anos e talvez volte a adotar o nome de San Francisco Warriors.

Seus dois primeiros títulos foram no período em que eles ainda estavam na cidade da Filadélfia, em 1947 e 1956 – ganhando mais um em 1975, já na Califórnia. Contudo, o que chama a atenção realmente a respeito da história do Golden State Warriors é sua história atual, a dinastia iniciada nos últimos anos com jogadores como Stephen Curry, Klay Thompson e Draymond Green, draftados pelo Golden State Warriors e que formam a espinha dorsal deste time.

Eles ganharam juntos o título de 2015 ao derrotar o Cleveland Cavaliers de LeBron James nas finais e iniciaram a temporada de 2016 de maneira espetacular, chegando a ganhar 73 jogos na temporada regular, batendo o recorde do Chicago Bulls de Michael Jordan. Contudo, nas finais de conferência quase perderam do Oklahoma City Thunder de Kevin Durant e Rusell Westbrook e nas finais perderam a série de 7 jogos para o Cavaliers de Lebron James por 4-3, o que acabou tirando um pouco o argumento daquele time como maior da história.

Depois disso, contrataram Kevin Durant do Oklahoma City Thunder e se tornaram um dos times mais temidos da história, vencendo os campeonatos de 2017 e 2018 (quando quase perderam do Houston Rockets de James Harden nas finais de conferência), além de serem os fortes favoritos para 2019, ano em que eles ainda contrataram mais um jogador de calibre, DeMarcus Cousins – o que fez o Golden State Warriors se tornar o primeiro time da era moderna a ter cinco All-Stars na sua escalação. Contudo, essa dinastia deve acabar em 2020, já que Kevin Durant e DeMarcus Counsins devem sair do time, além da fatiga de todas as peças que fizeram parte do time até agora. Mesmo assim, seus resultados espetaculares credenciam o Golden State Warriors a brigar pelo posto de maior time de basquete da NBA.