Os melhores jogos do Mario

Mario é uma estrela mundial! Mais conhecido que o Mickey hoje em dia, ele é um símbolo da japonesa Nintendo, que o criou lá na década de 80 como herói do jogo de arcade Donkey Kong. De lá para cá, ele revolucionou a indústria de jogos pelo menos umas 5 vezes. Seus jogos são jogados por milhões de pessoas e aqui vamos listar os melhores jogos do Mario!

Seus jogos são estrelas de todos os videogames da Nintendo (e os fazem estrelar as listas de melhores videogames da história): do Nintendo ao Switch, passando por grandes nomes como Super Nintendo e Nintendo 64, onde seus jogos sempre figuram entre os melhores. Mais do que isso: algum jogo do Mario sempre marca toda uma geração de videogames da Nintendo.

Nesta lista aqui, vamos falar dos jogos que fizeram parte da franquia principal do Mario – deixando os jogos derivados (como Mario Party, Mario Kart, Mario Tennis ou o fenomenal Super Mario Rpg) de lado. Vamos deixar também o Super Mario Maker de lado, que consiste na habilidade de criar novos níveis para jogos clássicos da série. Bora!

Super Mario Land (a série)

Começamos pelo jogo Super Mario Land, de Game Boy, que são versões mais simples de Super Mario Bros, o primeiro jogo da série no Nintendo. São mais simples pois o Game Boy é menos poderoso e tem uma tela de apenas duas cores. Isso fez com que as fases fossem um puco menos criativas, mais curtas e em menor quantidade do que nos outros jogos – todas elas produzidas por uma equipe que não continha Shigeru Miyamoto, o criador do Mario.

Mesmo assim, o jogo era sólido para a época e vendeu muitíssimo bem (graças ao sucesso do Game Boy). O grande problema é que ele envelheceu muito mal e tem dezenas de opções melhores atualmente. Ponto interessante é que ele trouxe personagens novos para a franquia que são utilizados até hoje, como Wario e a Princesa Daisy. Não vale mais a pena jogar esse jogo.

Super Mario Run

Já este jogo é o primeiro da franquia para smartphones, lançado em 2016. Trata-se de um jogo simples, em que o Mario está sempre em movimento e você precisa apertar a tela para fazê-lo pular, o que o faz mudar de direção muitas vezes – ou seja, o jogo é pensado para jogar com apenas uma mão no metrô, no ônibus, etc… inclusive, isso foi demonstrado pelo próprio Shigeru Miyamoto em um evento da Apple, em que o jogo foi demonstrado pela 1ª vez ao público.

Bastante aguardado pelo público, Super Mario Run é muito bonito (tem a cara dos jogos do New Super Mario Bros), mas decepcionou. Não pega tanto e os controles são muito piores que os jogos tradicionais da franquia. É legal por ser de celular, mas apenas isso. Ah, tem que dar os parabéns pela quantidade astronômica de downloads, que superam os 300 milhões – o que faz com que esse seja o jogo mais jogado do Mario da história.

Super Mario Bros 2

Esse jogo, do primeiro Nintendo, tem uma história “interessante”. O primeiro Super Mario Bros foi um grande sucesso, tanto no Japão quanto nos Estados Unidos. A continuação, porém, foi considerada “difícil demais” para os jogadores mais casuais americanos, então resolveram que aquele jogo não seria o Mario Bros 2 (curiosamente, ele foi relançado anos depois, na coletânea Super Mario Allstars). Então, adaptaram um jogo japonês chamado Doki Doki Panic para o universo do Mario.

A consequência disso é que é um jogo completamente diferente dos jogos de Mario. A começar que você não derrota os inimigos pulando neles, você precisa jogar objetos que estão no chão neles. O adversário a ser batido é um sapo, não um Bowser. E você pode escolher entre quatro personagens: Mario, Luigi (que pula mais alto), Princesa Peach (que pode flutuar por alguns segundos) e Toad (que é mais forte). O jogo não é tão legal quanto a maioria dos Marios, mas se você tiver curiosidade, jogue a versão que está no Super Mario Allstars.

Super Mario World 2: Yoshi’s Island

Ele tem o nome Mario World e se chama de “jogo do Mario”, mas na verdade nem é. Trata-se do primeiro jogo da franquia do Yoshi – que acabava de estrear no mundo dos games -, ainda para o Super Nintendo e a verdade é que você controla o dinossaurinho verde o jogo inteiro, com o Mario bebê na garupa para derrotar o bebê Bowser na ilha dos Yoshi.

E como você controla o Yoshi, o jogo acaba sendo completamente diferente do que você está habituado. Prepare-se para jogar ovos de Yoshi nos adversários. O destaque desse jogo é o quão bonito ele é, se tornando um dos jogos mais bonitos de todo o SNES ao adotar o visual de cartoon. Vale a pena jogar, mas só por conta disso.

Super Mario Galaxy (1 e 2)

O Galaxy é a versão do Mario para o Wii, o maior sucesso de consoles da empresa. Claro que Super Mario Galaxy tinha que estar à altura do videogame – e está. A Nintendo fez um excelente trabalho tanto no 1 quanto no 2. São jogos bastante bacanas, que te colocam em vários planetas buscando estrelas e derrotando inimigos (incluindo o Bowser). O jogo conta bastante com o controle do Wii e de movimentos, usando o remoto para mirar na tela e disparar.

O jogo é bem bonito com excelentes gráficos e uma jogabilidade excelente (principalmente nos momentos de gravidade alterada e outras coisas que você pode esperar de um jogo que se passa no espaço). O 2 simplesmente aumenta o que o 1º fez de certo, e ainda coloca o Yoshi no jogo! Ou seja, só melhora. Vale a pena, mas ainda não entramos no território de “imperdíveis”.

Super Mario Sunshine

Se o Wii foi o videogame de mais sucesso, seu antecessor, o GameCube, é provavelmente o maior fracasso da história da Nintendo – até mais do que o Wii U. Uma pena, pois tem excelente jogos, como Super Mario Sunshine, o primeiro sucessor de Super Mario 64 – depois do cancelamento dos famosos Super Mario 64 2 e Super Mario 128. A Nintendo resolveu dar uma mudada na jogabilidade e colocou uma espécie de item para o Mario esguichar água nos inimigos.

É o único jogo do Mario com um único tema (ilha tropical) e o mais próximo de ser um “mundo aberto” até agora. O esguicho de água que o Mario carrega para todos os lados traz boas diferenças para o jogo, tornando-o único. O jogo tem gráficos muito bonitos e uma jogabilidade sensacional. Vale a pena se você descolar um GameCube ou um Wii compatível.

New Super Mario Bros (a série toda)

Outro Mario para Wii foi a série “New”, que tem jogos no DS, Wii, no Wii U e no 3DS (e que curiosamente também tem um jogo estrelado pelo Luigi) – e no Nvidia Shield TV na China. Trata-se de uma série muito interessante, com o intuito de voltar para o mundo do 2D e com várias coisas (como upgrades) típicos dos primeiros jogos do Mario no  NES. Tudo isso com gráficos muito bonitos, dignos das últimas gerações.

São jogos muito criativos em termos de jogabilidade, com uma grande variedade de fases ao longo dos vários jogos que compõem. São jogos bem divertidos, mas possuem um grande problema: você jogou um deles, jogou todos – pois são muito parecidos. Fica no alto da lista por serem muito bons, mas perdem pontos por originalidade.

Compre agora:

 

Super Mario Bros

Esse é o jogo que começou tudo – sem ele, provavelmente toda a história da indústria de videogames seria completamente diferente. Super Mario Bros foi um jogo completamente revolucionário para a época em que foi lançado, iniciando toda uma mudança no mundo dos games. Extremamente simples para os padrões de hoje, Super Mario Bros é um clássico que escreveu como a maioria dos jogos funcionariam nos anos seguintes.

São 8 mundos e uma batalha com o Bowser no final, um tamanho impressionante para um jogo da época. As músicas são aquelas que você já conhece (diria que esse jogo tem a melhor trilha sonora de todos os jogos da história) e ajudaram a transformar as músicas de jogos em algo grande. Vale muito a pena jogar, principalmente a versão do Super Mario Allstars, do Super Nintendo.

Super Mario 3D Land (e World)

Super Mario 3D Land no 3DS e Super Mario 3D World no Wii U trouxeram a franquia tradicional 2D para o mundo 3D. O que eu quero dizer com isso? Com a mudança do universo 2D para o 3D, no Super Mario 64, muita coisa foi repensada e várias questões foram refeitas para se adaptar ao mundo 3D – de modo que ficasse sensacional (Super Mario 64 é o 2º da lista), mas diferente. Super Mario 3D Land, o primeiro da dupla, conseguiu fazer com que o jogo 2D fosse para o ambiente 3D. Se 64 era igual, mas diferente, 3D Land é diferente, mas igual.

Ou seja, trouxe de volta o sentimento linear dos jogos 2D, as roupas e powerups dos jogos 2D… enfim, tudo voltou, com gráficos sensacionais, trazendo o espírito dos jogos antigos para a franquia (a mesma coisa que os jogos “New” fizeram, mas desta vez em 3D). O primeiro jogo resgatou o 3DS do fracasso, enquanto o segundo é uma joia escondida do Wii U. Ambos valem a pena ser jogados.

Compre agora:

Super Mario Odyssey

Esse é o jogo mais novo do Mario e a Nintendo QUASE conseguiu fazer um que entrasse no pódio sagrado dos jogos do Mario – de tão bom que ele é. Até o momento é o jogo que mais vendeu no Nintendo Switch, e também figura entre os melhores do sistema. Traz a mesma dinâmica que o Super Mario 64 criou em 1996, mas com uma câmera melhor e controles atualizados e inovadores – agora é possível usar o chapéu para realizar grandes pulos, por exemplo.

Além disso, outra novidade interessante do jogo é que as roupas do Mario são completamente customizáveis. Os níveis são os mais bem feitos de todos da franquia Mario, as lutas contra os chefões são interessantes, a música é excelente e o jogo ainda tem um apelo nostálgico muito bom em certas partes. É um jogaço e merece ser jogado, com certeza!

Compre agora: 

Super Mario Bros 3

A partir deste jogo, qualquer um pode ser chamado de “melhor jogo do Mario da história”. São três jogos sensacionais. O primeiro da lista é o Super Mario Bros 3, de 1988, para NES. É o ápice daquele console, com um jogo muito complexo para a época e cheio de detalhes e segredos: tem 8 mundos com várias fases cada, todos com uma temática completamente diferente. Se você quiser, pode pular o jogo inteiro e ir direto para o último mundo, enfrentar o Bowser.

Há vários power-ups diferentes, entre eles a folha que lhe permite voar, a roupa de sapo que permite nadar mais rápido na água e a clássica flor que lhe permite jogar bolas de fogo nos adversários – isso sem contar os itens que te permitem voar, ficar invencível e até mesmo botar inimigos para dormir no mapa geral ou pular mundos inteiros. Há vários minijogos espalhados por Super Mario Bros 3 e diversas maneiras de fechar o jogo.

Essa é uma obra-prima, um dos melhores da franquia. É impressionante como as fases são únicas: em algum momento você está em um mundo pequeno, outro gigante, fugindo de um sol com raiva… enfim, tudo fantástico. O jogo envelheceu mal, então o ideal é jogar as versões do Super Nintendo (presente no Super Mario Allstars) ou de Game Boy Advance. Muito bom!

Super Mario 64

Outra obra-prima da Nintendo é Super Mario 64, o primeiro jogo do Mario em 3D, que veio junto com o lançamento do Nintendo 64 – console do qual ele é o melhor jogo que tem. Transportar a franquia do 2D para o 3D não era tarefa simples, mas Shigeru Miyamoto conseguiu com perfeição. Foi tão bem que o jogo se tornou um clássico no momento em que ele foi lançado, ajudando a transformar a indústria de videogames de 3D.

Mario ganhou mais vida, uma voz (que é hilária, principalmente se você deixa ele dormir e sonhar com os macarrões que a sua avó cozinha), mais movimento e muitos mais golpes (pulos duplos, triplos, socos, chutes e até mesmo uma poderosa bundada). Finalmente ele poderia correr para todos os lados, pular em todas as direções. Era uma liberdade nunca antes visto.

O jogo te leva para 17 níveis diferentes – que podem ser feitos praticamente na ordem que você quiser -, onde você precisará conquistar 120 estrelas diferentes completando missões diferentes (pegar moedas, derrotar inimigos, ganhar corridas…). Tudo isso desde o castelo da Princesa Peach, cheio de segredos, incluindo aí o Yoshi escondido em um lugar inacreditável. É sensacional, com uma liberdade inacreditável. É imperdível jogar esse jogo até hoje – arranje um jeito de conseguir e jogue se você nunca o fez!

Super Mario World

O melhor jogo do Mario, porém, é o Super Mario World, jogo que veio junto com o Super Nintendo em 1990 (no Japão) e 1991 (no resto do mundo). Também chamado de Super Mario Bros 4, esse jogo é um sucessor de peso e sucesso do Super Mario Bros 3. Introduzindo o Yoshi na série, Super Mario World expande em tudo que os outros faziam de certo até agora.

Você tem várias fases, muitas delas com múltiplas saídas, diferentes tipos de power-up, diferentes tipos de Yoshi (cada um com uma habilidade diferente). São vários mundos, cada um completamente diferente do outro – culminando em dois mundos secretos e uma batalha muito bacana contra o Bowser no final. São 96 saídas e infinidades de segredos neste jogo.

Ele é um dos melhores jogos do Super Nintendo, videogame que escolhemos como o melhor da história, e garante horas e horas de diversão para todo mundo que resolver jogar. É possível conseguir jogar esse jogo no Super Nintendo Classic Edition. Completamente imperdível, vá atrás desse jogo agora e se divirta por dias!