Michael Jordan vs LeBron James: quem é melhor?

Michael Jordan vs LeBron James: essa é uma discussão comum entre as pessoas que gostam de basquete. Afinal, qual dois craques foi melhor jogador (e muito provavelmente o melhor jogador da história)? Tem muita gente que defende que foi o Michael Jordan, que jogou entre 1984 e 2001, enquanto outras pessoas apontam que é LeBron James, que está jogando na NBA desde 2003 e não mostra sinais de que deverá parar tão cedo.

Esse assunto está em alta desde que LeBron James se autodeclarou o maior da história, algo que foi visto como arrogante por parte da mídia especializada em basquete nos Estados Unidos. Muitos saíram em defesa do legado de Michael Jordan, mas outros muitos chegaram a afirmar que LeBron James talvez tenha razão. Vamos analisar ponto a ponto e descobrir quem é o GOAT (Greatest of All Time)?

Quem prometia mais antes de entrar na NBA?

Michael Jordan era um garoto relativamente comum nos Estados Unidos durante o Ensino Médio e jogava alguns esportes, indo excepcionalmente bem no basquete (embora gostasse muito de beisebol). O talento do menino era tão grande que ele conseguiu uma bolsa de estudos para a Universidade da Carolina do Norte, uma tradicionalíssima faculdade em termos de basquete. Lá, resolveu cursar geografia. Michael então se tornou titular do time de basquete da universidade, que era liderado por um veterano chamado James Worthy, que depois se tornaria uma estrela na NBA, jogando nos Los Angeles Lakers de Magic Johnson.

Logo no primeiro ano de sua carreira na universidade, em 1982, Michael foi campeão do torneio nacional, derrotando Georgetown, do pivô Patrick Ewing, na final. Embora Michael tenha feito os últimos pontos do jogo, que sagraram a vitória da Carolina do Norte, James Worthy foi o cestinha da partida e foi eleito o melhor jogador do torneio. Nos dois próximos anos, Michael seria eleito entre os melhores jogadores do país, mas nunca mais ganharia um torneio nacional. Ter feito os dois pontos que deram a vitória ao seu time, porém, “mudaram a sua carreira”.

Em 1984, Michael Jordan assinalou que participaria do draft, deixando seu último ano de faculdade de lado. Seria uma das estrelas daquele draft, que foi um dos maiores da história. Contudo, foi selecionado apenas com a 3ª escolha pelo Chicago Bulls, time com o qual ele jogou a carreira inteira e transformou em um postulante a melhor da história. Na 1ª posição, o Houston Rockets escolheu Hakeem Olajuwon, enquanto o Portland Trailblazers escolheu Sam Bowie com a segunda. Olajuwon se tornaria um dos maiores jogadores da história, mas Bowie seria um completo fracasso na NBA – deixando um gosto amargo no time de Portland. Jordan tinha 21 anos de idade quando foi escolhido.

Por sua vez, LeBron James prometia ser um dos maiores da história já no começo de sua carreira. Foi um fenômeno durante todo seu ensino médio, vencendo os adversários com uma facilidade nunca antes vista. Mesmo antes de entrar na NBA, já era capa de revistas de esporte de circulação nacional e apontado como um dos possíveis sucessores de Michael Jordan, que havia se aposentado alguns anos antes.

E não apenas no basquete: era um atleta nato, o que o ajudou a se tornar também um excelente jogador de futebol americano no ensino médio, recebendo ofertas de bolsas de faculdades para jogar por elas também neste esporte! Era apontado como uma futura 1ª escolha nos drafts tanto da NBA quanto da NFL, se resolvesse optar pelo futebol americano.

Na época, as regras permitiam que um jogador entrasse no draft mesmo sem estar em uma faculdade, o que LeBron James fez, escolhendo entrar no draft da NBA de 2003 aos 18 anos de idade. Embora fosse incomum e o draft de 2003 fosse (também) um dos mais fortes da história, LeBron James foi selecionado na 1ª posição pelo Cleveland Cavaliers, time da sua região natal. Com isso, ele superou grandes jogadores como Carmelo Anthony, Chris Bosh e Dwyane Wade.

Ponto: LeBron James!

Quem começou melhor a carreira?

No seu primeiro ano, Michael Jordan surpreendeu o mundo com suas atuações, jogando os 82 jogos e registrando médias de 28,2 pontos, 6,5 rebotes e 5,9 assistências. Ele se tornou o centro das atenções do mundo do basquete, aparecendo nas revistas especializadas como um novo fenômeno e acabou sendo escolhido como o melhor novato daquele ano, superando grandes nomes como Hakeem Olajuwon, John Stockton e Charles Barkley. Seu time passou de um saco de pancadas para se classificar para os playoffs. Um ponto interessante é que já na sua primeira temporada ele foi escolhido para os All-Stars, o último novato até Luka Doncic ser escolhido em 2019.

A segunda temporada de Michael Jordan foi emblemática, com a única lesão longa de sua carreira, um pé quebrado no início do ano. Embora dito que Jordan ficaria fora o resto do ano, ele acabou voltando no final da temporada regular, a tempo de ajudar o Chicago Bulls a se classificarem para os playoffs. Contudo, eles perderam os quatro jogos para o Boston Celtics, embora Jordan tenha feito 63 pontos no jogo 3, que levou Larry Bird, um dos maiores jogadores da história, falar que aquele era “Deus vestido de Michael Jordan”. Na sua terceira temporada, Michael fez 37,1 pontos por jogo – uma das maiores médias da história, o seu primeiro ano como maior cestinha da NBA.

Três anos mais novo quando começou sua carreira, LeBron James não teve um primeiro ano tão bom quanto Michael Jordan, naturalmente. Teve médias de 20,9 pontos por jogo, 5,5 rebotes e 5,9 assistências, jogando 79 jogos. Foi eleito o melhor rookie, mas não participou dos All-Stars. Seus anos seguintes foram melhores, já na segunda temporada foram 27,2 pontos, 7,4 rebotes e 7,2 assistências.

Um ponto interessante é que LeBron James conseguiu atingir as finais da NBA já na 4ª temporada de sua carreira, coisa que Michael Jordan demorou 7. Se o começo de Michael Jordan foi melhor, tem que lembrar que ele era mais velho também – temos um empate entre os dois neste quesito.

Ponto: empate!

Quem é melhor ofensivamente?

Desde Wilt Chamberlain, em uma outra época do basquete, nenhum jogador foi tão eficiente em marcar pontos quanto Michael Jordan. Ele foi cestinha da NBA em 10 ocasiões de suas 13 temporadas no Chicago Bulls, só não ganhando no seu 1º ano, no ano em que lesionou e no ano que voltou da 1ª aposentadoria. É um resultado surpreendente. Já LeBron James sempre teve médias altas, mas só foi o cestinha uma vez, em 2008.

Ponto: Michael Jordan

Quem é melhor defensivamente?

Sendo o basquete um esporte muito dinâmico, os jogadores são obrigados a atacar e defender o tempo todo. O que separa um bom jogador de um excepcional geralmente é sua habilidade de trabalhar nas duas pontas da quadra. LeBron James é um excelente defensor, sendo escolhido quatro vezes entre os melhores da liga, capaz de mudar o resultado de partidas e campeonatos com sua defesa (quem não lembra do toco decisivo minutos antes de ser campeão em 2016?). Por sua vez, Michael Jordan foi 9 escolhido entre os melhores defensores da liga, foi escolhido uma vez como melhor defensor da liga e três vezes campeão de roubos de bola.

Ponto: Michael Jordan

Quem é melhor para o resto do time?

Se Michael Jordan foi mais jogador quando você olha para pontuação e defesa, a disputa sobre quem faz melhor para o time não tem muita discussão também. LeBron James tem médias na carreira de 7,4 rebotes por jogo e 7,2 assistências – e chegou a ter 9,1 assistências por jogo. Ele tem uma visão de jogo espetacular e consegue transformar jogadores ruins em medianos, sendo capaz de alcançar s finais da NBA com jogadores medíocres. Michael Jordan, por sua vez, era muito fominha e teve médias de 6,2 rebotes e 5 assistências, necessitando que o time todo jogasse para ele, incluindo Scottie Pippen, que era seu “facilitador”.

Ponto: LeBron James

Quem durou mais?

Mais um ponto para LeBron James, que está na liga desde 2003 em altíssimo nível, o que já são 15 temporadas. Jordan jogou 13 com os Bulls e se aposentou duas vezes, a primeira depois de ganhar os três primeiros títulos, voltou e ganhou mais três. Muitas pessoas próximas de Michael afirmam que ele estava sofrendo de desgaste mental, algo que LeBron James nunca teve. Fora disso, James já está com 33 anos de idade e mantém a mesma produção de quando tinha 25 – possivelmente o maior ápice de uma carreira. Isso já o ajudou a bater vários recordes de Jordan por conta de sua longevidade.

Ponto: LeBron James

Quem foi mais decisivo?

Aqui, mais um ponto em que a vitória é clara. Por mais que LeBron James seja um jogador com seus momentos decisivos (como no jogo 7 das finais de 2016), Michael Jordan provavelmente é o maior decididor de jogos da história da NBA – basta lembrar que nos últimos minutos das finais de 98, ele fez todo o trabalho defensivo e ofensivo para garantir a vitória dos Bulls. Além disso, LeBron James já desapareceu bastante em jogos e séries decisivas, chegando a fazer apenas 8 pontos em um jogo de finais de NBA – algo impensável para Michael Jordan.

Ponto: Michael Jordan

Quem ganhou mais títulos e prêmios?

A carreira de ambos é premiadíssima – e a de LeBron James ainda nem terminou. Ambos possuíram muito sucesso dentro das quadras, a começar por Michael Jordan, que já em 1984 conquistou sua 1ª nomeação para o All-Star e o prêmio de calouro do ano. Foram 14 nomeações para o All-Star em 15 anos de carreira, só perdendo a nomeação no ano em que voltou de sua primeira aposentadoria (foi All-Star até mesmo nas duas temporadas que passou com o Washington Wizards).

Além disso, Michael Jordan foi escolhido 10 vezes entre os 5 melhores da liga (All-Nba First Team), 1 vez na segunda unidade e ganhou 5 vezes o prêmio de MVP, o melhor da liga – apenas Bill Russell com 5 empata com ele, embora Kareem Abdul-Jabbar tenha ganho esse prêmio seis vezes. São 9 nomeações para o melhor time defensivo, 1 vez como melhor jogador defensivo do ano e 10 vezes cestinha da NBA. Além disso, ele é campeão da NCAA e duas vezes medalhista de ouro nas Olimpíadas, em 1984 e 1992 com o Dream Team.

Depois de passar anos difíceis nos Playoffs, principalmente enfrentando os Detroit Pistons de Isiah Thomas, que marcavam Jordan com até 3 jogadores para conseguir diminuir sua eficácia, Michael Jordan disputou as finais da NBA seis vezes e ganhou todas as seis, nunca nem permitindo que as séries fossem para o último jogo, o 7º. Nessas 6 finais, ele ganhou o prêmio de MVP todas as vezes que disputou. Entre 1991 e 1998, os únicos anos que Michael Jordan não ganhou a liga foram o que ele estava fora por conta de sua aposentadoria e o ano em que ele voltou (e como havia retornado no meio, estava fora de forma). Uma carreira vitoriosa, com certeza.

Já LeBron James foi nomeado 14 vezes para o All-Star e 12 vezes para a primeira unidade de melhores da liga – e por duas vezes escolhido na segunda unidade, no começo de carreira, enquanto ainda não tinha o nome que tem hoje. Ele ganhou o calouro do ano e uma vez foi cestinha da NBA, embora seja um jogador menos ofensivo do que Michael Jordan.

Por cinco vezes, entre 2009 e 2013, foi escolhido na primeira unidade defensiva e uma vez, em 2014, na segunda. Ele possui 4 MVPs, mas muita gente diz que deveria ter ganho mais vezes – e que apenas a “fadiga” de escolha o impede de ganhar todos os anos. Com 33 anos de idade – a idade de LeBron James -, Michael Jordan tinha ganho apenas 3 MVPs e 3 títulos, o que dá a possibilidade de que LeBron ainda vá ganhar mais alguns prêmios nesta linha.

Sua história está intimamente ligada as finais da NBA, que ele já disputou inacreditáveis nove vezes – 2007 com Cleveland Cavaliers, 2011, 2012, 2013 e 2014 com Miami Heat e 2015, 2016, 2017, 2018 com o Cleveland Cavaliers novamente. Infelizmente para ele, ele perdeu 6 vezes e ganhou apenas 3, em 2012, 2013 e 2016, sendo que essa última é a única vez que um time virou uma desvantagem de 3-1. Contudo, as três vezes que ele ganhou, acabou sendo nomeado como MVP das finais.

Ponto: Michael Jordan

Conclusão: MICHAEL JORDAN É O MELHOR JOGADOR DA HISTÓRIA

É, LeBron James pode achar o contrário, mas a história mostra que Michael Jordan foi um jogador mais importante que seu rival: foi melhor ofensivamente, foi melhor defensivamente, foi mais decisivo e ganhou mais prêmios e mais títulos – e com uma carreira menor do que a de seu rival. Claro que LeBron James ainda tem a chance de superá-lo, mas é difícil.

Michael Jordan se provou também um sucesso fora das quadras, se tornando o primeiro atleta bilionário com a marca Jordan e comprando um time da NBA para si – o Charlotte Hornets, da capital da Carolina do Norte, sua terra natal. Além disso, ajudou a financiar a campanha de um tal Barack Obama no início de sua carreira política. Tem como ser mais influente que Michael Jordan?