Coca-Cola ou Pepsi? Qual é melhor? Qual vende mais? Respondemos

Coca-Cola ou Pepsi? Qual é o melhor refrigerante? Ambos são campeões de venda e tem gente que prefere tanto um quanto o outro. Se fosse levar em conta só as vendas, a resposta seria clara: Coca. Mas a Pepsi tem um gosto mais doce que agrada muita gente, inclusive ganhando a maioria dos testes cegos (quando você experimenta várias coisas sem saber qual é qual e precisa apontar qual é a melhor).

O poder da marca Coca-Cola, porém, é gigantesco. Ninguém no mundo pode com a marca tão forte quanto a Coca. Quando a marca é colocada no meio, não tem empresa que lute contra a Coca, nem mesmo uma companhia com um poder de fogo tão grande quanto a Pepsi. Muitas pessoas possuem uma certa ligação emocional com a Coca-Cola que elas não possuem com a Pepsi. Esse é o poder de anos e anos e anos de lavagem cerebral e incontáveis propagandas.

A Coca-Cola sabe que esse é o principal motivo de suas vitórias e pisa forte para reforçar isso. Ela está presente sempre nos grandes eventos (é patrocinadora da Copa do Mundo, por exemplo), anuncia em todos os lugares e tem até uma linha de roupas para tornar as pessoas em propagandas ambulantes. Nada disso a Pepsi faz, não por não ter capacidade, mas por não ter uma marca tão forte e que inspire tanta lealdade em seus consumidores quanto a Coca-Cola tem. E sabendo disso, ela se aproveita, tomando cada pedacinho do mercado que ela puder.

Coca-Cola ou Pepsi? O que as pessoas tomam mais? Qual vende mais?

Sem dúvida nenhuma, Coca-Cola. Ela é a campeã de vendas e também de lugares em que ela está disponível – principalmente aqui no Brasil. Boa parte do seu sucesso está ligado ao fato de que ela está disponível em todos os lugares, desde que você é pequeno (na verdade, a Coca encoraja estar em várias escolas ao redor do mundo, justamente para que as crianças criem o hábito de beber refrigerante desde pequenas).

A Pepsi sabe que a maioria das pessoas bebem o refrigerante dela por não terem opção – é público cativo em um estabelecimento ou evento em que só serve Pepsi. Por isso existe a propaganda do “Pode ser?”. A maioria das pessoas ao pedir por um refrigerante, pede Coca. O garçom então lembra o consumidor que é Pepsi: “só tem Pepsi, pode ser?”. Como não tem escolha, 90% das pessoas acabam optando pela Pepsi mesmo (tem sempre aquele pessoal que pede guaraná ou outro tipo de bebida, mas a maioria vai de refrigerante de Cola mesmo).

Quando você leva em conta o que as pessoas compram no mercado, nos Estados Unidos há uma grande surpresa! As pessoas tendem a comprar quase tanta Pepsi quanto Coca por lá, por causa do preço. Inclusive, décadas atrás, virou costume comprar uma garrafa de Coca, tomá-la e guardá-la. A partir daí, a pessoa só compraria Pepsi e passaria a preencher as garrafas de Coca com ela, servindo para quem lhe visitasse como se fosse a marca do refrigerante vermelho. Era “status” servir Coca.

Veja a batalha de dois gigantes: McDonald’s ou Burger King? Qual é melhor?

Qual tem a versão diet mais gostosa?

Essa é uma pergunta muito relevante! A Coca batalha com a Coca Zero, enquanto a Pepsi tem a versão também com o nome “Zero”, a Pepsi Zero. Aqui, vitória da Pepsi! O gosto é menos distante do verdadeiro da Pepsi do que a Coca. Contudo, ambos os refrigerantes usam um adoçante que “gruda” no céu da boca, dando uma sensação ruim depois de você tomar.

A Pepsi tem uma coisa bacana que ajuda a mascarar o gosto de light, que é a Pepsi Twist Zero, a versão com limão. Embora não consiga mascarar 100%, o gosto é MUITO parecido com a versão normal da Pepsi Twist. Talvez esse seja um dos refrigerantes lights mais gostosos do mercado.

Quem tem os refrigerantes secundários melhores?

Mundialmente falando, a resposta é simples… olha aí quem é da Coca-Cola: Fanta e Sprite, duas das maiores marcas de refrigerante do planeta. A Fanta tem 500 sabores, mas o mais conhecido é o de Laranja. Curiosamente, a Fanta foi criada na Alemanha Nazista (credo). Já o Sprite é de limão, mas o que você menos sente gosto é de limão. É um excelente refrigerante também. Ambos são encontrados em qualquer mercado que você vá ao redor do planeta, com exceção talvez da Coreia do Norte.

Aqui no Brasil quem é responsável pela Pepsi é a Ambev, que também tem o Guaraná Antarctica. E ele é o segundo mais vendido do Brasil (principalmente por vender muito bem no Estado de São Paulo). Tradicionalíssimo, ele geralmente acompanha a Pepsi nos lugares que ela está disponível (e é tão pedido quanto, se não superar o refrigerante do rótulo azul).

Vendo esse mercado gigante, a Coca tenta achar um guaraná decente desde… sempre. Já tentou com o Taí, tem sucesso com o Jesus (lá no Maranhão é rei de vendas) e passou as últimas duas décadas com o Kuat. Se alguém chegou perto de desbancar o Antarctica foi ele. Mas não desbancou e a empresa está tentando uma novidade: fez uma fórmula nova para o Kuat (com menos açúcar, mais amargo, como é o Guaraná Antarctica) e lançou a Fanta Guaraná, promovendo-o loucamente desde então. Resta ver se dessa vez vai.

Só que a Pepsi tem talvez o melhor…

É o Mountain Dew, um dos campeões de venda nos Estados Unidos. E o mercado de refrigerante nos Estados Unidos, meu amigo, é infinitamente maior que o brasileiro. É uma bebida cítrica, verde clara (quase neon). E extremamente viciante.

Tem aqui no Brasil, mas, por incrível que pareça, não é nem a mesma coisa e nem pegou entre o público tupiniquim. Se você quiser experimentar, sugiro fazer isso nas próximas semanas (se continuar nesse ritmo daqui a pouco não vai ter mais!), e deixar claro para a empresa que você gostou do refrigerante.

A guerra das empresas quem ganhou foi a Pepsi

Uma surpresa disso tudo é que a Pepsi, tendo perdido a batalha das Colas, resolveu se tornar uma empresa muito mais eficiente que a rival. Primeiro (para ficar em bebidas), tem uma linha de isotônicos muito mais famosa que a concorrente: Gatorade (quem pensa no Powerade?). Segundo, tem salgadinhos (Lay’s, Elma Chips) que são campeões de venda.

E o tiro de misericórdia é saber que a Pepsi já foi dona da Yum! Brands, que concentrava alguma das principais redes de alimentação americanas, como a Pizza Hut. Por isso mesmo, alguns anos atrás, só tinha Pepsi nas Pizzas Huts ao redor do mundo. A empresa vendeu sua parte, mas ganhou muito mais dinheiro que a rival – e hoje ela vale muito mais que a adversária.

Conclusão: COCA-COLA É MELHOR QUE PEPSI

Como o que conta mesmo é o refrigerante principal, esse comparativo vai dar Coca-Cola. Pode não ser mais gostoso em um teste cego (novamente, a Pepsi ganha a maioria desses), mas todo mundo ama uma Coca-Cola quando sabe qual é a marca, não é mesmo?